Bookings contacto no topo

BOOKINGS

(+351) 936 864 990 geral@letsgetlost.pt

COMUNICAÇÃO

LIVECOM
(+351) 925 830 186 / 967 294 360

Nov 2015

Dj Ride “From Scratch” novo álbum e documentário

“FROM SCRATCH”  Feat. HMB * CAPICUA * DENGAZ & ZACKY MAN * STEREOSSAURO * MIA HOLIDAY * FREE THE ROBOTS & LEWIS M * MGDRV * HOLLY * JIMMY P * VALETE & NBC & ENOQUE

Em inglês, a expressão “start from scratch” significa reiniciar, começar de novo, como quem elimina tudo o que veio antes para voltar a ter pela frente uma folha em branco, plena de possibilidades, aberta ao futuro. De certa maneira, essa ideia aplica-se ao novo trabalho de DJ RIDE, From Scratch, mais uma entrada numa generosa discografia que se tem desenhado desde 2007.

DOC

Um pouco de história, antes de mais nada: a estreia de DJ RIDE aconteceu na Loop:Recordings, em 2007, com o álbum Turntable Food, editado numa época em que por cá o DJ ainda era visto, essencialmente, como um acessório na máquina hip hop centrada nos homens do microfone. No ano seguinte, em 2009, RIDE deixou claro que estava interessado em desbravar terreno e lançou a primeira “scratch tool” de vinil feita em Portugal, o ep “180 gr.” (o peso do vinil de qualidade superior…), lançado com carimbo da plataforma Red Bull Homegroove. 2009 trouxe mais dois registos, o EP Beat Journey para a Optimus Discos e o seu segundo álbum, o ambicioso Psychedelic Sound Waves, lançado na sua própria Rockit. Life In Loops foi o seu terceiro álbum, lançado uma vez mais com carimbo Optimus Discos, gerou o hit “Here Before” e projectou DJ RIDE para uma arena bem maior. No mesmo ano editou, como parte dos Beatbombers, projecto que divide com Stereossauro, mais um vinil pensado para DJs, com o título Tuga Breaks, objecto que até já mereceu uma sequela, embora limitada ao formato digital. O tempo que separa 2012 do presente foi essencialmente passado na estrada, a coleccionar títulos como DJ, a aprimorar os seus skills como produtor – assinou beats para gente como Jimmy P ou Capicua, por exemplo – e a preparar o presente. Já em 2015, e só para rematar a sua discografia, lançou com a revista Blitz a compilação Remixes & B Sides que reúne material disperso e lhe dá dimensão física. Três álbuns, três eps, mais uma compilação. DJ RIDE não tem parado.

Mas chega agora a hora de From Scratch. Nova editora, novo estúdio, novas máquinas, novas ideias, novos colaboradores. Recomeçar. De novo.

De facto, o novo álbum de DJ RIDE tem uma impressionante lista de colaboradores: HMB e Capicua já se fizeram ouvir em “Ciúmes” e “Fumo Denso”, singles que conduziram a From Scratch; depois há Dengaz e Zacy Man, Stereossauro, Mia Holiday, Free The Robots com Lewis M, MGDRV, Holly, Jimmy P e Valete. Gente consagrada e nomes frescos, em arranque de carreira. Portugueses e internacionais. Homens e mulheres. MCs e cantores. Produtores e djs. From Scratch é um disco plural, onde DJ RIDE tem o cuidado de explorar diferentes sonoridades e caminhos. “Sonoridades que me desafiam”, explica RIDE, quando enumera as vertentes exploradas. “Hip Hop e cruzamentos com a electrónica e todas as outras sonoridades que me desafiam”. Ou seja, DJ RIDE não procurou aqui o conforto das fórmulas já testadas, mas procurou ir mais longe. Ou recomeçar. From Scratch.

E isso significa que há por aqui uma ambição clara: os arranjos são cuidados, percebe-se que DJ RIDE já não está meramente interessado em produzir beats, mas em escrever canções, com ângulos melódicos irresistíveis, com arquitecturas modernas, mas engenharia clássica, com uma organização sonora que denota maturidade, com DJ RIDE a assumir-se como produtor não no sentido estrito que o hip hop atribui a essa palavra, mas num mais amplo contexto, de alguém que entende que diferentes vozes precisam de diferentes contextos, diferentes sons. E nesse sentido o novo álbum é um complexo corpo de ideias, mas que soa transparente quando se escuta, sem truques, sem excessos, só com grandes ideias. Trabalhadas do nada. From Scratch.  

‪#‎djridefromscratch‬ ‪#‎dáteasas‬

Newsletter